Lances inteligentes: Um guia sobre os lances que são ajustados pela inteligência artificial do Google Ads

19/11/2020 by in category Custos, Google Ads with 0 and 0
Home > Blog > Custos > Lances inteligentes: Um guia sobre os lances que são ajustados pela inteligência artificial do Google Ads

Neste artigo, descubra como funcionam os lances de smart bidding do Google que utilizam aprendizado de máquina e inteligência artificial para ajustar os lances.

Desenvolver uma campanha de anúncios na internet que realmente dá resultados passa por diversas etapas. E entre elas está a necessidade de criar estratégias de lances que sejam competitivas e que estejam dentro do que a empresa pode pagar.

Assim, os lances inteligentes ou lances automáticos do Google Ads podem ser grandes aliados na hora de definir o lance certo em cada leilão.

As estratégias de lances inteligentes foram desenvolvidas levando em consideração as metas que as empresas têm ao anunciar no Google e, sem dúvida, podem fazer toda a diferença no sucesso de suas campanhas.

Neste artigo, portanto, você vai saber mais detalhes sobre os lances inteligentes e quando você deve usá-los. Por outro lado, se quiser conhecer os lances manuais e inteligentes e o que significa cada um deles, recomendamos que você leia o guia completo sobre lances do Google Ads.

O que são Lances Inteligentes (Smart Bidding) do Google Ads

Os Lances Inteligentes são definidos como um subconjunto de estratégias de lances que usam as conversões como foco. Também são conhecidos como lances proativos. Ou seja, esta ferramenta inteligente utiliza aprendizado de máquina avançado para ajustar os lances de forma mais competitiva. E faz isso exatamente nos leilões onde a probabilidade de conversão é maior.

Mas, note que nos lances manuais, você tem maior controle sobre quando seus anúncios vão aparecer. Assim, com o CPC manual, você é o mandachuva. Isto significa que, mesmo se o Google perceber que uma pesquisa tem baixa probabilidade de gerar conversão, ele vai mostrar seu anúncio.

Por outro lado, com as estratégias inteligentes, o Google define quais são os leilões em que suas chances de receber conversões são maiores. Em seguida, ele faz ajustes em tempo real.

Por exemplo, ele pode aumentar o lance quando percebe uma chance muito grande de acontecer uma conversão. Por outro lado, ele pode baixar um lance quando a probabilidade de uma conversão for pequena.

Mas, vale lembrar que, diferentemente dos ajustes em tempo real do smart bidding, nos lances manuais as alterações podem demorar até uma hora para serem efetivadas.

Os lances inteligentes disponíveis são os seguintes:

  • CPC Otimizado
  • Maximizar Conversões
  • CPA Desejado
  • ROAS Desejado
  • Parcela de Impressões Desejada

Lista de sinais usados pelos lances inteligentes

Para oferecer os resultados mais relevantes, os Lances Inteligentes utilizam uma ampla quantidade de sinais em tempo real, no momento do leilão. São sinais cruzados para cada leilão e conversão que vão muito além dos dados históricos da sua conta e campanha. Confira agora quais são alguns destes sinais:

  • Dispositivo
  • Localização geográfica
  • Intenção do local
  • Tendências do dia da semana e da hora
  • Idioma
  • Sistema operacional
  • Navegador
  • Canal (Rede de Display)
  • Informações demográficas (Rede de Display)
  • Consulta de pesquisa (Search e Shopping)
  • Características do anúncio
  • Lista de Remarketing
  • Sazonalidade (Shopping)

Ou seja, em vez de utilizar exclusivamente as palavras-chave para determinar quando exibir os anúncios, com os lances inteligentes todo o contexto é analisado. Vale lembrar que o Google usa dados de conversão de toda a conta. Em outras palavras, ele não foca somente na campanha, mas enxerga todos os dados agregados para ajustar os lances de forma realmente inteligente. Assim, aquilo que o Google aprendeu na sua campanha B pode ser usado para otimizar os lances na campanha A e fazer com que ela venda ainda mais.

Por exemplo, vamos pensar na sazonalidade. Este sinal envolve os períodos do ano que são mais rentáveis para a empresa anunciante. Assim, o Google Ads ajusta os lances para este período do ano. O resultado é que seus anúncios conseguem alcançar e envolver os clientes com grande potencial de conversão nestas épocas do ano.

Vantagens de usar Lances Inteligentes em suas campanhas

Como já deu para perceber, economia de tempo é um dos grandes benefícios alcançados com o Smart Bidding.

Mas não para por aí. Há vantagens adicionais como:

  • Aprendizado da máquina trabalhando para você: os algoritmos do Google Ads trabalham intensamente para recolher dados em larga escala. Assim, com base nestes dados, as previsões são feitas de maneira mais precisa e em tempo real.
  • Melhores resultados: diretamente relacionado ao ponto anterior, com os sinais contextuais, o Google consegue aprender qual o padrão comportamental daqueles que compram de você. Com estas informações, ele identifica quando exibir seus anúncios para otimizar os resultados.
  • Controle de desempenho: o Smart Bidding permite que o anunciante defina metas de desempenho. Estas metas são usadas para personalizar as configurações dos lances.
  • Relatórios precisos: relatórios avançados estão disponíveis para as empresas que utilizam este subconjunto de estratégias de lances. Além de obter detalhes sobre o desempenho da estratégia, o anunciante pode avaliar e corrigir possíveis problemas.

Quando usar lances inteligentes?

Você deve estar se perguntando quando é o melhor momento para usar os lances inteligentes.

Será que é interessante uma campanha nova já começar com lances inteligentes? A resposta é NÃO.

Note que já mencionamos acima que as estratégias de smart bidding utilizam as conversões como foco, por exemplo, vendas.

Desta forma, se suas campanhas ainda não tem histórico de conversão, utilizar estratégias de lances inteligentes pode ser um tiro no pé.

Para que o Google consiga te trazer mais conversões com o lance certo, você precisa ter conversões em seu histórico.

Portanto, se você não tem histórico de conversão, o ideal é que você comece com lances manuais: o bom e velho CPC Manual.

Com o tempo, ao passo que você conseguir conversões, você pode migrar para estratégias de lances inteligentes, começando com o CPC Otimizado, depois Maximizar Conversões até chegar no CPA Desejado.

Ou seja, não é uma questão de começar a anunciar no Google e já sair escolhendo estratégias como Maximizar Conversões ou CPA Desejado. Cada estratégia tem sua característica. Quando usar cada uma e em que momento migrar de uma para outra faz toda a diferença na quantidade de cliques e conversões que você vai receber, além da quantidade de dinheiro que vai precisar aplicar.

O Google recomenda, no mínimo, 30 conversões nos últimos 30 dias antes de usar o CPA desejado. No caso do ROAS desejado, é recomendado que você tenha 50 conversões nos últimos 30 dias. Se você esperar 2 ou 3 meses antes de migrar pra lances inteligentes, o aprendizado acumulado será muito maior.

Assim, esperar um histórico de conversões é uma sacada que vai te ajudar a economizar dinheiro com os anúncios do Google.

Quando NÃO usar lances inteligentes

Como vimos no tópico anterior, se você ainda não tem histórico de conversões, este provavelmente não é o melhor momento para migrar para os lances inteligentes do Google Ads.

Além disso, também não é recomendável mudar para lances inteligentes quando seu orçamento publicitário é muito pequeno. Lembre-se: este tipo de lance está focado em conversões e, para consegui-las, o Google faz ajustes o tempo todo, inclusive, aumentando o valor do lance.

Portanto, sem verba suficiente, o Google fica de mãos amarradas e você não aproveita o potencial deste tipo de lance.

E, claro, não se esqueça da premissa básica: estes lances estão focados em conversões. Portanto, campanhas cuja única meta seja o branding podem ser melhor aproveitadas se utilizarem lances manuais.

Dica: Combine lances inteligentes e correspondência ampla

A forma como as pessoas pesquisam no Google muda a cada dia. Portanto, é praticamente impossível antecipar e gerenciar todas as pesquisas em potencial.

Portanto, o próprio Google recomenda que você combine palavras-chave de correspondência ampla com os lances inteligentes.

Assim, você deixa o Google usar todos os sinais contextuais para definir o lance certo em cada uma dessas “inéditas” consultas.

Concluindo

Entenda que você deve usar os lances inteligentes de forma estratégica. Ou seja, você precisa pensar no seu negócio de forma personalizada ao avaliar que tipo de lances vai usar.

Esta preocupação é essencial para que o anunciante consiga obter os melhores resultados, ao mesmo tempo em que economiza tempo na gestão dos lances em seus anúncios.

Add comment