preloader

Google removeu 2,7 bilhões de anúncios ruins em 2019

Número de anúncios removidos em 2019 atingiu a marca de 2,7 bilhões. O número de contas bloqueadas chegou perto de 1 milhão.

A missão do Google é melhorar a vida das pessoas, tornando as informações universalmente acessíveis e úteis para todos. Por isso, a empresa atua com força e seriedade quando o assunto é segurança. E isto é feito em todas as frentes para garantir a segurança do ecossistema de publicidade do Google Ads.

E a dedicação não é pouca. De fato, são milhares de profissionais no Google empenhados em garantir que a publicidade seja um meio seguro para obter informações e realizar negócios.

Em 2019, foram bilhões de Links Patrocinados removidos por violarem as políticas de publicidade da empresa.

Este é um dos números divulgados no relatório anual do Google. Confira mais detalhes abaixo.

Número de contas e anúncios removidos

De acordo com os dados compartilhados pelo Google, em 2019, foram 2,7 bilhões de anúncios removidos por violação das políticas de publicidade e segurança. Isto representa mais de 5 mil anúncios ruins removidos por minuto.

Além disso, o número de contas removidas chegou perto de 1 milhão.

Como mencionado, estes anúncios ruins foram removidos por violarem políticas de publicidade do Google. Os problemas causados vão desde experiências ruins até problemas relacionados à segurança de dados dos usuários.

Principais áreas atingidas

Analisando os anúncios ruins, algumas áreas se destacam.

Por exemplo, anúncios simulando notificações de erro em computadores e celulares estão entre os principais casos.

Também houve um aumento de tentativas de veicular anúncios sobre empréstimos pessoais com informações enganosas.

Outra área de destaque está relacionada com a renovação de passaportes.

Anúncios relacionados ao coronavírus

O coronavírus trouxe um grande impacto sobre o mundo em todas as áreas. E a publicidade não fica de fora.

Para lidar com pessoas mal-intencionadas durante a pandemia, foi formada uma equipe dedicada trabalhando 24 horas por dia. Além de aprimorar os sistemas de segurança, também foi desenvolvido uma nova tecnologia de detecção.

O objetivo é impedir que pessoas mal-intencionadas tirem proveito da crise que afeta todo o mundo.

Por exemplo, ouvimos muito nos noticiários que houve uma corrida por máscaras faciais. Ao mesmo tempo, o Google percebeu um aumento no número de anúncios fraudulentos relacionados a este produto. Alguns desses anúncios divulgaram máscaras com valores muito acima do mercado e, em outros casos, os produtos adquiridos pelos usuários nunca foram entregues.

Nos últimos meses, foram removidos dezenas de milhões de Links Patrocinados relacionados ao coronavírus por violações de políticas, incluindo preços elevados e alegações enganosas.

Ao mesmo tempo, o Google declara que está trabalhando com ONGs, hospitais, governos e outras entidades para garantir que informações relevantes sobre COVID-19 continuem sendo veiculadas no Google Ads.

Durante o período da pandemia, o Google percebeu um aumento no número de buscas sobre empréstimos online. E isto abriu margem para a atuação maliciosa de pessoas mal-intencionadas. Por este motivo, o Google Ads atualizou as políticas de publicidade sobre empréstimos. Assim, as empresas que anunciam empréstimos precisam destacar todas as taxas e riscos, ajudando as pessoas a tomarem decisões baseadas em informações relevantes.

Saiba mais sobre o impacto do coronavírus no varejo.

Por que os anunciantes devem se interessar

Como vimos, anúncios maliciosos e mal-intencionados são removidos do Google implacavelmente.

Mas devemos nos lembrar que qualquer anúncio que viole as políticas de publicidade do Google podem ser interrompidos. Em casos em que houver repetidas violações graves, o anunciante pode ter sua conta removida.

Portanto, fazer marketing inteligente envolve conhecer detalhadamente o funcionamento do Google Ads e todas as suas regras, diretrizes e políticas de publicidade.

Desta forma, seus anúncios sempre serão vistos com bons olhos pelo Google, além de garantir experiências boas e seguras para seu público-alvo.