preloader

E-mail Blogging – A arte de combinar blog com e-mail marketing

Às vezes, misturar as coisas pode parecer estranho. Em outros casos, a estratégia costuma dar excelentes resultados. Mencionamos isso porque o E-mail Blogging (ou blog por e-mail) é exatamente uma mistura de duas estratégias de marketing digital

Que mistura é esta? E-mail blogging é uma combinação de blog e e-mail marketing. 

Cada uma destas estratégias tem suas vantagens:

  • Blog: ajuda seu site a ser encontrado nos mecanismos de busca, melhora sua autoridade, ajuda a nutrir seus leads;
  • E-mail marketing: permite se conectar com os clientes construindo uma relação de confiança. 

As duas estratégias fazem parte do Inbound Marketing. Cada uma delas, porém, pode atuar em diferentes momentos do funil de compras do cliente. 

Mas por que você deveria pensar na possibilidade de combinar blog com e-mail marketing? De que forma você pode colocar esta estratégia em prática? E quais são as vantagens de blogar por e-mail?

Neste artigo, vamos ver como a combinação de blog e e-mail marketing melhora os resultados do marketing digital

O que é e-mail blogging?

E-mail blogging significa combinar blog e e-mail. É um e-mail com um conteúdo aprofundado sobre determinado assunto. Em vez de escrever um post e depois enviar um e-mail avisando os contatos sobre a novidade no site, no e-mail blogging o processo é diferente. O post é enviado direta e exclusivamente por e-mail.

Assim, somente a base de contatos recebe o conteúdo

Notou como esta estratégia privilegia os contatos? Em outras palavras, é como se você estivesse dizendo para eles: “continue como assinante da minha lista de e-mail e sempre vou te enviar um conteúdo top e exclusivo”.

Interessante, não é mesmo?

Portanto, aplicar o e-mail blogging como estratégia de marketing significa enviar regularmente e-mails com conteúdo aprofundado para seus clientes. Isto aumenta a confiança deles na marca. Afinal, a empresa passa a ser vista como autoridade no assunto. 

Somente depois de se posicionar como autoridade, a empresa envia um e-mail “vendedor”, apresentando claramente seus produtos ou serviços com uma chamada à ação. 

Vantagens do e-mail blogging

Uma das vantagens do e-mail blogging é que ele ajuda a aumentar a base de contatos, além de diminuir o cancelamento de assinaturas. Afinal, você oferece um conteúdo de excelente qualidade para quem é assinante.

Com esta estratégia, fica mais fácil para as pessoas alcançarem algo de valor. Em vez de precisarem sair do programa de e-mail para ler seu conteúdo, ele pode ser apreciado ali mesmo, na caixa de entrada. 

Outra vantagem é que o blog por e-mail bate de frente com um receio que muitas pessoas têm: o medo de clicar em botões de chamada à ação (CTA).

Você já deve ter percebido que as taxas de cliques em botões de CTA são baixas. Isto é natural em muitos mercados. 

Mas, você não precisa cruzar os braços achando que estes números nunca mudarão. O e-mail blogging pode contribuir para aumentar esta taxa. Em vez de você simplesmente convidar a pessoa para ler algo que postou em seu site, o conteúdo já é entregue diretamente para ela. Basta envolvê-la ao longo do conteúdo até a apresentação do botão CTA no final do e-mail. 

Se o conteúdo entregue estiver realmente de acordo com o valor prometido, as taxas de conversão do seu negócio subirão.

Mas, lembre-se: e-mail blogging envolve a entrega de conteúdo exclusivo. Não é a mesma coisa que pegar um post do seu site e enviar por e-mail. Precisamos nos lembrar que o e-mail blogging é uma forma de privilegiar e trabalhar os clientes que estão mais avançados no funil de compras. 

E, sinceramente, não podemos negar: os clientes amam quando se sentem especiais! 

Desvantagens do e-mail blogging

Sim, existem algumas desvantagens em utilizar esta técnica. Ao passo que você ganha muito por um lado, também pode perder por outro. 

Uma das desvantagens do blog por e-mail é que você perde um pouco da interatividade. Geralmente, os blogs oferecem opções de comentários. Em alguns casos, os comentários geram até uma conversação entre clientes, cada um dando a sua opinião e retornando ao site sempre que alguém responde aos seus comentários. 

O e-mail blogging não permite isso.

Além disso, os botões de compartilhamento de redes sociais é outra desvantagem. Estes botões permitem que as pessoas compartilhem um conteúdo interessante em suas redes sociais. No blog por e-mail, estes botões não são usados, embora seja possível incorporar um botão para o cliente encaminhar o e-mail para os contatos dele. 

Por isso, é importante combinar as duas estratégias. Ao passo que você continua utilizando o blog, também investe em e-mail blogging.

Opções e formatos de e-mail blogging

Em resumo, e-mail blogging é flexível. Isso significa que há muitas opções para usar esta estratégia de marketing de conteúdo

As opções mais comuns de e-mail blogging são as seguintes. 

  • Posts semanais;
  • Cursos gratuitos divididos em diversos e-mails.

Como visto, você não precisa pensar em um conteúdo completo enviado de uma só vez. Você pode dividir este conteúdo grande em e-mails menores e enviá-los regularmente para seus contatos. 

Assim, independentemente de você ser uma pequena, média ou grande empresa, esta estratégia pode dar muitos resultados. 

Em vez de sempre relembrar sua base de que há conteúdo novo no site, você entrega um conteúdo aprofundado diretamente na caixa de entrada dos seus contatos. Eles não precisam clicar em nada (pelo menos, não nos primeiros e-mails). Basta abrir o e-mail e ler o conteúdo exclusivo. 

É uma forma de entregar conteúdo valioso em escala e alimentar seus leads. 

Concluindo

Ao passo que o blog está mais focado em gerar conscientização, o e-mail marketing costuma ser usado para trabalhar estágios mais avançados do funil. 

Agora, você pode dar um novo charme para seus e-mails por meio da técnica de e-mail blogging.

No entanto, e-mail marketing não significa simplesmente enviar e-mails. Existem técnicas que precisam ser aplicadas incluindo design, frequência de envio, conteúdo e linha de assunto do e-mail. Falamos de algumas delas em nosso guia de e-mail marketing. Confira as dicas práticas apresentadas ali!