preloader

Ranqueamento do Google – Conheça os Principais Fatores On-page e Off-page

O que está envolvido no ranqueamento do Google? Neste artigo, veremos quais são os fatores on-page e off-page que impactam direta ou indiretamente o posicionamento do seu site no Google.

O Google cita alguns fatores essenciais para quem quer ficar bem posicionado no buscador.

No entanto, não existe nenhuma lista oficial trazendo cada um dos fatores que afetam o posicionamento no buscador. Alguns estudos apontam que o número pode chegar à casa dos 200 fatores.

Portanto, embora alguns dados sejam compartilhados pelo próprio Google, muitos outros são duvidosos e até controversos. Isto se dá porque eles são resultados da análise de profissionais de SEO que procuram a todo custo descobrir as nuances do funcionamento do algoritmo do buscador.

Além disso, tenha em mente que as atualizações do algoritmo do buscador podem afetar não somente o número dos fatores de ranqueamento do Google, mas também o peso de cada um.

Mas, ainda que não haja uma lista de todos os critérios utilizados, convém estarmos atentos a quantos deles for possível identificar.

Afinal, estes fatores visam não apenas colocar seu site nos primeiros resultados do Google, mas garantir uma boa experiência para cada uma dos seus visitantes.

Os Principais Fatores de Ranqueamento do Google

Neste artigo, veremos alguns dos principais fatores que impactam direta ou indiretamente o posicionamento do seu site no Google.

Como mencionado, alguns deles são oficialmente divulgados pelo Google. Outros são baseados na experiência da aplicação de técnicas de SEO.

Neste respeito, eles serão analisados em dois cenários:

  • On-page: são aqueles que você controla, uma vez que dependem de alterações realizadas em seu site.
  • Off-page: não são controlados por você. Grande parte está diretamente relacionada aos backlinks.

Principais Fatores On-page Positivos

Para obter um bom posicionamento no Google e oferecer as melhores experiências para os usuários é importante aplicar estes fatores on-page. Quando estes critérios são ignorados, o site pode perder pontos nos resultados das buscas.

Claro que a aplicação destes fatores deve ser feita com bom critério. Abusar ou exagerar pode causar o efeito contrário ao esperado.

Portanto, você pode identificar fatores on-page negativos simplesmente deixando de cumprir ou abusando dos fatores positivos mencionados abaixo.

Conteúdo Original e Útil

O primeiro fator on-page lembrado (e com méritos) é o conteúdo original e de valor. Isto significa que você deve criar um conteúdo de qualidade, visando o seu público-alvo.

Este conteúdo deve ser aprofundado. Portanto, artigos muito curtos (talvez com menos de 500 palavras) não são bem vistos pelo Google. Para saber mais detalhes sobre isso, leia nosso guia sobre qual o tamanho ideal dos artigos em blogs.

Palavra-chave na URL

Qual a palavra-chave que você está trabalhando na página do seu site? É importante que esta palavra-chave apareça na URL.

Cuidado: alguns profissionais podem achar interessante incluir a palavra-chave e diversos outros sinônimos ou variáveis dela na URL. No entanto, isto pode soar como spam e sua página pode perder pontos com isso.

Palavra-chave no Título

Assim como acontece com a URL, é importante que o título do seu artigo ou da sua página contenha a palavra-chave. É este título que aparece nos resultados do Google.

Lembre-se também que as palavras incluídas no começo do título tem mais valor. Portanto, procure manter as palavras-chave no início.

Por exemplo: em vez de criar o título “Como Melhorar o Fator On-page”, você poderia usar a opção “Fator On-page – Como Melhorar?”

Palavra-chave nos Cabeçalhos

Os cabeçalhos servem para dar título ao bloco de conteúdo apresentado a seguir. Por isso, quando se usa a palavra-chave de forma natural nestes títulos, fica mais fácil para o usuário encontrar o que procura.

Este fator ajuda o Google a identificar seu conteúdo e pode melhorar o posicionamento do seu site em pesquisas relacionadas.

Densidade da Palavra-chave

Refere-se à quantidade de vezes que a palavra-chave aparece no site. Anteriormente, pensava-se nisto como uma porcentagem fixa. Claro que a palavra-chave e algumas variantes deve aparecer no texto com uma boa frequência. No entanto, inclua estes termos no texto de forma natural. Afinal, você está conversando com pessoas e não com um robô.

Ao passo que você não deve se preocupar com uma porcentagem, ao mesmo tempo, cuidado para não fazer spam de palavras-chave. Se inserir a palavra demasiadamente, isto pode resultar em pontuações perdidas no Google.

Palavra-chave Citada no Início do Artigo

Não basta utilizar a palavra-chave para galgar posições no ranqueamento do Google. É importante utilizá-la logo no início do artigo, de preferência, no primeiro parágrafo. Isto é de ajuda para o usuário porque identifica de imediato o conteúdo que ele está lendo. Ou seja, você não fica enrolando para dizer do que se trata o artigo.

Por isso, acredita-se que o Google dê mais peso para palavras mencionadas no início do artigo. Assim, certifique-se de deixar claro de imediato qual o seu objetivo.

Formatação Especial

Alguns trechos do seu texto recebem uma formatação diferenciada, como negrito e itálico. Quando estes são reservados para as principais expressões e palavras-chave do seu texto, isto pode melhorar o ranqueamento do site.

Velocidade de Carregamento das Páginas

Quem gosta de uma página lenta que demora para carregar? Ninguém, muito menos o Google. Por isso, páginas leves costumam ganhar pontos e posições nos resultados das buscas.

Uso de Texto Âncora Interno

O texto âncora é o texto de um link. Seu objetivo é mostrar para o usuário do que se trata o conteúdo para onde o link levará. Por isso, evite expressões vagas como “clique aqui”.

Autoridade de Domínios Antigos

De modo geral, domínios antigos têm um pouco mais de confiança do Google. De certa forma, são sites que provaram que vieram para ficar, em vez de serem apenas uma experiência passageira.

Páginas Mobile-friendly

Sites responsivos para usuários de dispositivos móveis estão melhores preparados para oferecer uma experiência positiva. Por isso, em buscas em dispositivos móveis, o Google prioriza sites mobile-friendly.

Uso de HTTPS e SSL

Segurança é assunto de importância primordial para o Google. Não é à toa que, em 2014, o Google anunciou que conexões seguras e criptografadas com HTTPS passariam a ser utilizadas como sinal nos algoritmos de classificação de pesquisa.

Portanto, a preocupação com a segurança do usuário, ao utilizar HTTPS e certificados de segurança, pode resultar em algumas pontuações úteis para galgar posições no Google.

Arquitetura do Site

Com arquitetura do site, estamos nos referindo à necessidade de oferecer um conteúdo organizado. Isto é importante para o Google entender a hierarquia das páginas e garante uma melhor usabilidade para os internautas.

Links de Saída

Links de saída também têm seu valor. Com eles, você garante que uma página do seu site não se torne um beco sem saída. Você pode conduzir os visitantes para outros conteúdos seus ou para outros sites.

Claro que isto precisa ser feito com responsabilidade. Especialmente quando for criar um link para outro site, certifique-se de que ele é de qualidade, um site de autoridade no assunto. Cuidado para não apontar links para sites de qualidade duvidosa. Afinal, isto afetaria seu ranqueamento do Google.

Conteúdo Novo

Isto significa que você deve se preocupar em postar conteúdo novo com regularidade. Além disso, deve se preocupar em atualizar conteúdos antigos que sofreram alterações. O objetivo é manter os usuários bem informados com dados atualizados.

Conteúdo Antigo

Pode parecer uma contradição, mas não é. Conteúdo antigo também tem seu valor. Mas, isto não acontece em todos os casos. Como mencionado no subtópico anterior, o Google deseja que os usuários tenham acesso a conteúdo atualizado.

Mas, como declarado pelo Google em uma de suas patentes, em algumas consultas bem específicas, documentos antigos podem ser mais relevantes do que conteúdo novo.

Ortografia e Gramática

Este é um assunto controverso. Alguns dizem que a ortografia e gramática não afetam o posicionamento de um site no Google.

No entanto, independentemente disso, não há dúvidas de que um texto bem escrito garante uma boa experiência para o usuário. Portanto, vale a pena investir em um “bom português” ao criar o conteúdo para seu site.

Inclusão de Outras Mídias

Nem só de texto precisa viver uma página. Quando insere outros elementos como imagens explicativas, infográficos, áudios e vídeos, você está contribuindo para a boa experiência dos usuários. Além disso, o uso destes recursos costuma aumentar o tempo de permanência dos usuários na página.

Principais Fatores Off-page Positivos

Como mencionado, os fatores off-page são aqueles que estão praticamente fora do seu controle. Entre outras coisas, é uma tentativa do Google entender a popularidade e confiança do seu site a partir de outras referências.

Vamos analisar alguns fatores positivos que podem contribuir para melhorar o ranqueamento do Google.

Backlinks de Qualidade

Quanto mais links seu site tiver, melhor para o ranqueamento do Google, certo?

Bem, esta é uma verdade desde que os links sejam provenientes de sites de qualidade. Quando eles são originados em sites com uma má reputação, o resultado pode ser o oposto.

Backlinks de Autoridade

Sim, a autoridade do site que aponta para sua página conta e muito. Na verdade, ele pode valer mais do que ter muitos backlinks de baixa qualidade.

Se você ganhar uma referência com link de um site com uma grande autoridade no Google, esta autoridade passará a você. Isto resultará em um “plus” na sua posição no buscador.

Estabilidade do Link

A idade do backlink que você ganhou conta a seu favor, conforme declarado em uma patente do Google. Acredita-se que o buscador pense desta maneira porque, de modo geral, links de spam ou esquemas de links tendem a expirar e desaparecer com o tempo. Mas os links de qualidade perduram.

Texto Âncora do Backlink

No link que é apontado para sua página, qual texto âncora é utilizado? Você devia se preocupar com isso, afinal, o texto âncora tem o potencial de melhorar o seu posicionamento no buscador para este termo.

Portanto, se encontrar domínios de boa autoridade linkando para suas páginas com um simples “clique aqui”, considere entrar em contato com o proprietário e sugerir um texto âncora específico para a palavra-chave considerada.

Histórico do Usuário

Para garantir resultados mais relevantes para os usuários, o Google leva em consideração o histórico de pesquisa e navegação do usuário (exceto se esta opção tiver sido desabilitada).

Localização Física do Usuário

Dependendo do seu ramo de negócio, a localização geográfica do usuário impacta diretamente os resultados que ele visualiza no buscador.

Isto se dá especialmente quando ele busca serviços disponíveis na região. Por exemplo, digamos que uma pessoa pesquise por “barbearia”. Dependendo da cidade em que ela estiver, os resultados serão diferentes.

Tempo de Permanência no Site

Quanto tempo as pessoas ficam em suas páginas? Esta informação é rastreada pelo Google e classificada como importante. Afinal, ela indica, pelo menos em teoria, o quão engajador é seu conteúdo.

Por isso, sites com taxa de permanência alta costumam ganhar pontos no ranqueamento.

Interação do Usuário

Dependendo de qual seja a interação, este fator gera opiniões diferentes entre profissionais de SEO.

Por exemplo, acredita-se que quando um usuário coloca um site como Favorito no Chrome, o Google consegue identificar esta ação. Isto, por sua vez, melhoraria o ranqueamento do site.

Além disso, comentários em posts também são um bom indicativo de que o conteúdo é interessante.

Fatores Sociais

Os fatores sociais, como curtidas e compartilhamentos, de modo direto, influenciam muito pouco o ranqueamento.

Isto se dá porque o conteúdo gerado em redes sociais é muito grande, além do fato de uma parte significativa dele ser privada.

Por isso, de modo geral, não existe uma relação direta entre número de compartilhamentos e melhor posicionamento no Google.

No entanto, é preciso ter em mente que o engajamento social diz muito sobre seu conteúdo. Se ele gera curtidas e compartilhamentos, significa que tem qualidade. Ou seja, ele pode ser útil para ajudá-lo a identificar conteúdos mais engajadores.

Continue Melhorando Sua Posição no Ranqueamento do Google

Como mencionado, sugere-se que existam aproximadamente 200 fatores de ranqueamento do Google. Muitos são oficialmente aceitos, outros são duvidosos.

Além disso, não se esqueça que existem aqueles que são evidentemente mitos. Por exemplo, quando dizem que anunciar no Google Ads ajuda a melhorar a posição do seu site nos resultados orgânicos. Isto está longe de ser verdade. É um mito!

Assim, não basta conhecer os fatores que o Google leva em consideração na hora de ranquear um site. É preciso boas práticas para aplicar estes princípios.

Por isso, este seria um bom momento para você aprender mais sobre o assunto lendo o nosso guia de SEO.