Passo a passo para configurar Campanha de VÍDEOS com ANÚNCIOS IN-STREAM NÃO PULÁVEIS do Google Ads

01/12/2020 by in category Google Ads, Guias Passo a Passo, Vídeo Marketing, YouTube with 0 and 0

Os anúncios in-stream não puláveis têm duração de 15 segundos ou menos e são exibidos antes, durante ou depois de outros vídeos. Neste formato, o espectador não tem a opção de pular.

Se quiser utilizar este formato de anúncio em vídeo para divulgar seu negócio, vamos apresentar um passo a passo para configurar uma campanha de anúncios in-stream não puláveis.

1ª etapa: Configurar meta

Para iniciar a criação de uma campanha de In-stream não pulável, você precisa escolher sua meta no Google Ads. Vale lembrar que o in-stream não pulável está disponível somente nas seguintes metas:

  • Consideração de produto e marca
  • Alcance e reconhecimento da marca
  • Criar uma campanha sem meta

Em seguida, o Google pede que você selecione o tipo de campanha. Marque a opção Vídeo.

Em subtipo de campanha você informa ao Google que deseja veicular o in-stream não pulável.

Após isso, clique em Continuar

2ª etapa: Configurações adicionais

Na próxima etapa, você precisa inserir algumas configurações padrão. Vamos analisar cada uma delas.

Comece dando um nome para sua campanha.

Para uma campanha de anúncios in-stream não pulável, a única estratégia de lances disponível é o CPM (custo por mil impressões) desejado. Isto significa que você precisa definir um valor médio que está disposto a pagar a cada mil impressões.

Em seguida, precisamos configurar orçamento e datas.

Em Orçamento você escolhe um valor diário que está disposto a gastar com sua campanha. Você também pode selecionar o valor total da campanha. Neste caso, você precisa programar uma data de término da campanha.

Em Redes você vai especificar onde os anúncios em vídeo devem aparecer.

A opção Resultados da pesquisa do YouTube está disponível somente em algumas metas.

Os anúncios em vídeo podem aparecer por padrão nos Vídeos do YouTube, em páginas do canal e na página inicial do YouTube. Além disso, você pode ativar ou desativar os Parceiros de vídeo na Rede de Display. Estes parceiros são sites e aplicativos fora do YouTube que suportam anúncios em vídeo.

Em seguida, há a configuração de Locais para selecionar as regiões geográficas onde os anúncios em vídeo devem aparecer.

Em seguida, configure o idioma do seu público que vai assistir os anúncios. Neste guia, vamos usar apenas o idioma Português.

Pode ser que haja alguns locais na internet tenham um tipo de conteúdo que você prefere não associar à sua marca. Esta configuração fica disponível na seção Exclusões de conteúdo.

Primeiramente, temos os tipos de inventário. Com este recurso você consegue desativar grupos de conteúdos sensíveis não alinhados com sua marca ou com a mensagem da campanha.

O recomendado é que você selecione o inventário padrão. Se preferir utilizar o inventário expandido ou limitado, preste bastante atenção em quais são os conteúdos onde os anúncios não vão aparecer. Para facilitar sua decisão, clique em Comparação entre tipos de inventário para ver uma lista de conteúdos sensíveis.

Outra opção de exclusão são os Rótulos e tipos excluídos. Aqui a seleção é feita por tipo de conteúdo (por exemplo, vídeos com transmissão ao vivo) e pela classificação do conteúdo digital (que leva em consideração o nível de maturidade).

Clique em Configurações adicionais para expandir novas opções de configurações.

Em Conversões você pode selecionar quais ações realizadas pelo seu público devem ser informadas na coluna “Conversões” dos relatórios de campanha.

Em Dispositivos você indica em quais aparelhos seus anúncios estão qualificados para aparecer (computadores, smartphones, tablets e telas de TV). Também é possível indicar modelos e sistemas operacionais.

Anúncios costumam ser bastante impactantes. Por isso, alguns anunciantes preferem limitar a frequência de exibição dos anúncios. Isto é para evitar que os usuários fiquem incomodados com a frequência com que veem um vídeo publicitário.

Assim, se quiser limitar quantas vezes os anúncios em vídeo da sua marca podem ser exibidos para o mesmo usuário, você precisa configurar isso em Limite de frequência. Você precisa especificar um número de vezes que um anúncio vai ser exibido, visualizado ou interagido pelo mesmo usuário.

Em Programação de anúncios indique os dias e horários que você prefere que os anúncios em vídeo sejam veiculados.

3ª etapa: Criar o grupo de anúncios

Comece esta etapa dando um nome para o grupo de anúncios em vídeo.

A seguir, vamos configurar dados de segmentação, ou seja, quem você quer alcançar e onde quer exibir seus anúncios.

Primeiramente, vamos segmentar as informações demográficas. Aqui você segmenta o público de acordo com gênero, idade, status parental e renda familiar.

Em Públicos-alvo você escolhe quem vai ver seus anúncios. Basta digitar um interesse ou hábito do seu público para ver as sugestões. Além disso, o Google tem algumas ideias de públicos-alvo já prontas.

Em seguida, chegamos à segmentação por Conteúdo que estão divididas em 3 grupos.

Palavras-chave: aqui você escolhe termos que tenham a ver com seu negócio. Assim, insira a URL de um site relacionado ou o nome do seu produto/serviço para ter algumas sugestões.

Tópicos: referem-se aos interesses do seu público. Portanto, escolha tópicos que tenham a ver com seus produtos ou serviços.

Canais: são sites, vídeos ou aplicativos específicos onde seus anúncios em vídeo estão qualificados para aparecer. Além disso, você também pode indicar canais e vídeos do YouTube.

Em seguida, você precisa dar um lance de CPM desejado. Ou seja, especifique um valor médio que está disposto a pagar a cada mil exibições do seu anúncio in-stream não pulável.

4ª etapa: Criar os anúncios em vídeo

Depois disso, chega o momento de criar o primeiro anúncio.

Importante: os vídeos que você vai selecionar para se tornarem anúncios in-stream não puláveis precisam ter, obrigatoriamente, entre 6 e 15 segundos de duração.

Dito isso, vamos para a etapa da criação do anúncio em vídeo.

Note que existe um campo para você colar a URL ou procurar pelo vídeo que deve estar hospedado no YouTube.

Assim que colocar a URL do seu vídeo, alguns detalhes já são previamente preenchidos pelo Google Ads.

Em seguida, preencha as informações relacionadas ao seu anúncio, como URL final e URL de visualização.

Acompanhe na tela de visualização como seu anúncio ficará em celulares e computadores, tanto no YouTube quanto nos parceiros de vídeo do Google.

Em computadores, o Google gera um banner complementar de forma automática. No entanto, se preferir, você pode subir uma imagem personalizada. O único detalhe é que ela precisa ter 300 x 60 pixels (o Google não redimensionará a imagem para você).

Mas, se quiser, você também pode adicionar um botão de call-to-action exibido no anúncio. Assim, dependendo do anúncio ser veiculado em computadores ou smartphones, o call-to-action é exibido em posições diferentes.

Em seguida, dê um nome para o anúncio e clique em Criar Campanha.

Parabéns! Sua campanha in-stream não pulável está pronta!

Add comment



Clinks®️ | Google Ads Partner PREMIER

Política de privacidade e termos de uso

Trabalhe conosco